Ministério da Mulher

Outubro, o mês em que o mundo é colorido de rosa.

14595746_1223844890970019_8604657785690369565_n
Conhecido mundialmente por Outubro Rosa, o movimento de conscientização e prevenção ao câncer de mama teve seu início na última década do século 20, no ano de 1990.  O laço cor-de-rosa foi lançado pela fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura realizada em Nova York.

A primeira iniciativa vista aqui no Brasil, foi a iluminação em rosa no monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como Obelisco do Ibirapuera) situado em São Paulo – SP, em outubro de 2002, o monumento ficou iluminado de rosa, num período provisório. A notoriedade do Outubro Rosa conquistou o mundo de forma bonita e singela, incentivando e unindo diversos povos em torno dessa causa tão nobre. A cor rosa assumiu um papel importante, pois tornou-se uma leitura visual, e é compreendida em qualquer lugar.

São mais de 2 milhões de casos de câncer de mama diagnosticados por ano no Brasil, e por ser uma doença silenciosa, geralmente não apresenta sintomas em seu início. Pode estar relacionado a nódulos, secreção de sangue pelos seios e alterações no formato ou textura do mamilo, ou mesmo seio. A dor mamária é um sintoma muito comum das mulheres, mas raramente essa dor está associada ao câncer de mama, geralmente ela possui outras causas como; alterações hormonais, e até mesmo emocionais. Após os 40 anos, a mamografia começa a ser um exame muito importante para a detecção da doença, e o recomendável, é que seja feito pelo menos uma vez por ano.

O câncer de mama na verdade ainda não pode ser prevenido, mas pode ser diagnosticado o mais cedo possível, entre tanto existem medidas para reduzir as chances de que ele ocorra, e minimizar o impacto do mesmo quando já estabelecido, em partes o câncer de mama é consequente de uma série de fatores de risco, como: idade avançada, predisposição genética hereditária, histórico familiar, obesidade, entre outros, para estes o ultrassom das mamas serve como um complemento, pois ajuda a diferenciar cistos de nódulos, que muitas vezes são mal diferenciados na mamografia. Dentre os fatores modificáveis, você pode se ajudar mantendo um peso saudável, uma dieta balanceada, praticando atividades físicas, e até mesmo não fumando e ingerindo bebidas alcoólicas, cuidando de seu corpo da melhor forma possível.

É mulher? Faça o auto-cuidado. Desconfiou de alguma coisa? Procure um médico. Resolveu o problema? Apoie a causa, não somente no mês de outubro, mas em todos os outros meses do ano, conheça o seu corpo, tenha carinho por você.

Um toque pode salvar sua vida.

whatsapp-image-2016-10-03-at-09-30-34

Saiba mais: Conheça mais sobre o assunto acessando a página da nossa campanha.

[Texto: Joyce Araujo – Equipe AP / Imagens: Colaboradores da equipe Adv7SP e DSA]