Missão Global

É emocionante ser missionário

9É provável que você tenha se inspirado na história de algum missionário. Sempre lembramos dos desafios e de quanto, pela fé, eles fizeram para o Reino de Deus. Todavia ainda temos uma ideia muito romanceada desses homens e mulheres de Deus que decidiram cumprir sua missão.

Primeira Luzeiro

Primeira Luzeiro

Fui missionário por 19 anos no Amazonas. Minha principal atividade era ser o capitão da Luzeiro I, a lancha médico-missionária pioneira da Igreja Adventista do Sétimo Dia construída por Leo Halliwell. Ela prestava atendimento médico e odontológico, bem como espiritual, aos ribeirinhos em dezenas de rios do Amazonas. E, olha, era muita água. Parecia um oceano. Assim, a Luzeiro parecia uma caixinha de fósforo na imensidão das águas.

Tive muitas experiências nas águas, mas agora quero compartilhar algo que seja significativo para você.

Banzeiro é o nome dado para as ondas do rio. Em muitos lugares os banzeiros são intensos e maiores que o mar! Quem navega aprendeu (experimentando ou porque alguém o instruiu) que a melhor maneira de você sobreviver a um mal tempo é posicionar a proa (parte da frente) de sua embarcação de frente para o banzeiro. Parece assustador? Mas só assim que funciona. Do contrário, você vai afundar! Fui náufrago por três vezes. É uma experiência indescritível.

Sabe, os barcos estão seguros nos cais, ancoradouros, mas eles não foram feitos para ficarem amarrados. Navegar é preciso! A sua vida é um barquinho. Tem que singrar as águas do mar da vida. Sua segurança está em você permitir que o leme de sua embarcação esteja nas mãos de Jesus, o Grande Comandante.

Águas, em profecia, quer dizer povos, gente, muita gente! Você não precisa ir para o Amazonas ou para qualquer outra região desafiadora do planeta para ser um missionário. Onde tiver pessoas (águas) ali deverá existir um missionário de Deus para apresentar Jesus. Esse lugar pode ser aqui mesmo, na sua rua, no seu bairro, sua escola, seu trabalho, seus familiares, etc.

Você é daqueles que gosta de emoção? Eu digo a você, por ter praticado, que ser missionário é viver grandes emoções. Experimente! Solte o cabo do barco, enfrente os banzeiros dessa vida, porque depois da tempestade vem a bonança.

Vai ser lindo quando o barquinho da nossa vida se encontrar com o barquinho de outros missionários e, juntos, percebermos que chegamos ao porto seguro. Assuma hoje ser um capitão, uma capitã para a cidade de São Paulo ou qualquer outra de nossa Associação.

O salmo da Luzeiro, Salmo 107:23 e 24 diz: “Os que descem ao mar em navios, mercando nas grandes águas, esses vêem as obras do Senhor, e as suas maravilhas no profundo”.

Pr José Alves Maciel Jr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *