Publicações

A importância da escrita

Dia do escritorDisse mais o SENHOR a Moisés: Escreve estas palavras; porque conforme ao teor destas palavras tenho feito aliança contigo e com Israel. (Êxodo 34:27).

A escrita é a maneira mais eficaz para solidificar uma informação, após o dilúvio, resultado de séculos de pecado e levando em conta que a capacidade mental estava diminuindo, Deus pede para que Moisés escrevesse Sua vontade para Seu povo. Assim Moisés se torna o primeiro escritor bíblico, escrevendo o livro de Jó e posteriormente os cinco primeiros livros da Bíblia.

Com o passar do tempo, além da comunicação bíblica oral, Deus fez questão de usar muitos outros profetas para escrever, visto a confiabilidade e durabilidade da palavra escrita. Assim hoje, podemos ter na Bíblia 66 livros escritos por 40 autores diferentes em um período de mais de 1600 anos. E é incrível como podemos ver um grande paradoxo, pois apesar de ser um livro antigo, é ao mesmo tempo uma literatura atualizadíssima para o benefício do ser humano para nossos dias.

A Igreja Adventista do Sétimo Dia conta com mais uma grande bênção, que são os escritos do Espírito de Profecia, ou seja, temos plena convicção de que Ellen White é uma profetiza do Senhor que trouxe orientações imprescindíveis para o povo de Deus. Apesar de não ter tido educação formal, era estudiosa criteriosa e dedicada em diversas áreas de interesse pessoal, social, mental, histórico e muitos outros.

Nasceu no estado de Maine, no dia 26 de novembro de 1827, sendo seus pais, Roberto e Eunice Harmon, membros ativos da Igreja Metodista Episcopal. Aos 9 anos de idade sofreu um acidente que iria afetar grandemente sua vida. Aos 12 anos assistiu a pregação de Guilherme Muller em Portland, ocasião em que foi batizada. Participou do desapontamento em 22 de outubro de 1844, porém não desanimou na fé. Em dezembro do mesmo ano foi chamada por Deus para o ofício de profetiza, ocasião em que teve a primeira visão.

Uniu-se em matrimônio ao Pastor Tiago White em 30 de agosto de 1846. Foi mãe prestimosa de 4 filhos, sendo que o último, João Hebert, faleceu aos 3 meses de idade, e não muito tempo depois também faleceu o filho mais velho, Henrique aos 17 anos, ficando vivos Willie e Edson, que foram dedicados obreiros na casa do Senhor. Seu esposo faleceu no dia 6 de agosto de 1881.
Viúva prosseguiu trabalhando por mais 34 anos, vindo a falecer aos 88 anos em 1915.

Durante os seus 70 anos de ministério escreveu mais de 100.000 páginas (uma média de 30 por semana) publicadas em 54 livros, 4.500 artigos de periódicos e várias cartas pessoais. Gastou sua vida trabalhando em três continentes, ocupando-se num Ministério incessante em favor dos outros e levando ainda as responsabilidades de esposa, mãe, conselheira e amiga.

Seus conceitos sobre saúde, relações humanas, ecologia e métodos educativos estavam anos adiante dos conhecimentos da época, embora não tivesse qualquer preparo especializado nestes setores.

Escreveu com extraordinária exatidão sobre uma impressionante variedade de temas: Bíblia, história, enfermidades, família, filhos, educação, céu, música, agricultura, modas, restaurantes, publicações, escolas, hospitais, e muitos outros temas. O mais importante, porém, é que ela falou da verdade a respeito de Deus e do seu Plano, fazendo-o com beleza, clareza, evidência e amor.

Por tudo isso e por outras razões ainda mais específicas, podemos dizer que ela era profetiza de Deus.

Ellen G. White, porém, não se sentia bem com o título de “Profeta”. Meu trabalho inclui mais do que significa a palavra “Profeta”, disse ela. Considero-me uma mensageira, incumbida por Deus para entregar sua mensagem ao povo.

Ellen White contribuiu de diversas maneiras para a igreja e para a comunidade, mas podemos dizer que o maior legado foram seus escritos, que trazem conforto e orientações para nos aproximar mais de Cristo e amarmos mais Sua Palavra.

Assim muitos outros sonhadores receberam o dom maravilhoso de escrever, ou seja, formatam ideias e conceitos em folhas de papel. Neste dia queremos parabenizar todos os escritores que dedicam parte de sua vida praticando a arte de escrever.

Congratulamos com você que lê e assim, valoriza a iniciativa de autores renomados ou não, homens e mulheres que eternizam vidas e ações através da escrita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *