Associação Ministerial

Pastor ferido

Buscando DeusA representação de Jesus como um Pastor ferido aparece pelo menos duas vezes no AT. A primeira está em Isaias 53:5 – “Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” A outra está em Zacarias 13:6 – “E se alguém lhe disser: Que feridas são essas entre as tuas mãos? Dirá Ele: São as feridas com que fui ferido em casa dos meus amigos.” O fato de Jesus ter sido ferido e sofrido é apresentado em Hebreus 4:15 e 16 como razão pela qual Ele pode ajudar-nos em nossas necessidades: “Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemo-nos, pois, confiadamente ao trono da graça, para que recebamos misericórdia e achemos graça, a fim de sermos socorridos no momento oportuno.”

No século 21, ao desempenhar seu ministério, o pastor é ferido frequentemente. Estes ferimentos podem ser provocados de diversas maneiras: no combate contra as forças do mal, ao servir a comunidade, ao atender às necessidades dos membros da igreja, ao enfrentar situações adversas em família e ao lidar com suas próprias imperfeições e lutas diárias.

Dessa perspectiva, o dilema que o pastor enfrenta é lidar com os sofrimentos e dores dos membros de sua comunidade ao mesmo tempo em que ele também está ferido, machucado, sofrendo! É por isso que hoje, mais do que nunca antes, o pastor ferido precisa encontrar abrigo nos braços do Pastor que um dia deixou-Se ferir em nosso favor.

Pastor, nesse dia especial em que celebramos as vocações ministeriais, quero convida-lo a buscar em Jesus a cura para suas feridas. Permita que Ele coloque Seus braços de amor sobre você trazendo-lhe cura e restauração.

Feliz Dia do Pastor!

«
Anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *